Desanimado ou entusiasmado? Quem você é?

Você já conviveu com uma pessoa desanimada? Se sim, não deve ter sido uma boa experiência. É difícil se sentir motivado ao lado de uma pessoa sem ânimo, que critica tudo, reclama ou discorda. E ao contrário: Como você se sentiu ao lado de uma pessoa entusiasmada? Provavelmente viu a vida com outros olhos e instantaneamente se sentiu contagiado.

“A palavra entusiasmo significa ‘Deus dentro de si’. A pessoa que é entusiasmada tem Deus dentro dela. E a palavra desanimado significa ‘sem espírito’, ou ‘sem vida’”, explica Jadson Edington, autor do livro “50 tons para o sucesso”. E você já deve ter percebido que o sucesso pertence aos entusiasmados.

Para o autor, o entusiasmo e o desânimo começam na mente, na forma como reagimos em algumas situações.

Por exemplo: quando algo ruim lhe acontece, qual a sua primeira reação? Você pragueja e acha que nada dá certo em sua vida ou você procura outra opção para superar aquilo? Se você usar a sua imaginação para coisas boas, então você já se imagina vencendo, conquistando e sendo feliz, sem “tempo ruim”, como dizem.

“Seja desanimado nas coisas pequenas e você será desanimado nas grandes. Seja entusiasmado nas coisas pequenas e o seu entusiasmo surgirá em todos os momentos mais importantes”, aconselha Edington.

Entusiasmo não é otimismo

Ao contrário do que muitos pensam, entusiasmo não é otimismo. “Otimismo é torcer para que algo dê certo. Já entusiasmo é acreditar que tem capacidade de mudar qualquer coisa, de vencer qualquer obstáculo”, destaca o autor. Seja no ambiente de trabalho ou na vida pessoal, o entusiasmado é bem-sucedido sempre. “O patrão que tem um funcionário entusiasmado sabe que dali vão sair coisas boas. O funcionário que tem um patrão entusiasmado fica feliz e se sente seguro. Quem tem um colega de trabalho entusiasmado trabalha melhor. Quem tem um parceiro entusiasmado em casa acaba se contagiando com a energia.”

Quando você tem essas atitudes, você é capaz de motivar uma equipe inteira de trabalho, o seu filho, a sua família e todos que estão ao seu redor.

Faça uma rápida análise das palavras e atitudes vindas de você e responda sinceramente: Como as pessoas do seu convívio lhe enxergam? Como uma pessoa entusiasmada ou desanimada? Se for a segunda opção, ainda dá tempo de mudar. Tudo depende de você.

“Continue buscando coisas novas, novas maneiras de enxergar o mundo. O entusiasmo precisa ser nutrido por novas atitudes, por novas aspirações, por novos esforços e por uma nova visão. Se temos Deus dentro de nós, todo mundo percebe. Em seu sorriso, sua alegria, sua força e em suas palavras, que contagiam. Ligue o interruptor do entusiasmo para mostrar a luz que tem em seu interior”, motiva Edington.

 

Universal.org / Imagem: Reprodução

Gostou? Compartilhe!